quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Ser criança

Ser criança é achar que o mundo é feito de fantasias, Sorrisos e brincadeiras. Ser criança é comer algodão doce e se lambuzar. Ser criança é acreditar num mundo cor de rosa. Cheio de pipocas Ser criança é olhar e não ver o perigo. Ser criança é sorrir e fazer sorrir. Ser criança é chorar sem saber porque. Ser criança é se esconder para nos preocupar. Ser criança é pedir com os olhos. Ser criança é derramar lágrima para nos sensibilizar. Ser criança é isso e muito mais. É nos ensinar que a vida, apesar de difícil, Pode tornar-se fácil com um simples sorriso. É nos ensinar que criança só quer carinho e afeto. É nos ensinar que, para sermos felizes, Basta apenas olharmos para uma criança.
video

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

FOLCLORE BRASILEIRO

video

Aos olhos do Pai você é uma obra prima que ele planejou
Com suas próprias mãos pintou
A cor de sua pele, os seus cabelos desenhou
Cada detalhe num toque de amor

Você é linda demais, perfeita aos olhos do Pai
Alguém igual a você não vi jamais
Princesa Linda demais, perfeita aos olhos do Pai
Alguém igual a você não vi jamais

Aos olhos do Pai você é uma obra prima que Ele planejou
Com suas próprias mãos pintou
A cor de sua pele, os seus cabelos desenhou
Cada detalhe num toque de amor

Nunca deixe alguem dizer, que não é querida
Antes de você nascer, Deus sonhou com você
Você é linda demais, perfeita aos olhos do Pai
Alguém igual a você não vi jamais

Princesa Linda demais, perfeita aos olhos do Pai
Alguém igual a você não vi jamais
Você é Linda demais, perfeita aos olhos do Pai
Alguém igual a você não vi jamais Princesa, aos olhos do Pai

O CICLO DO CAFÉ - 3ª série

O Ciclo do Café História, desenvolvimento, industrialização, exportação de café e conseqüências. Introdução O café chegou ao Brasil, na segunda década do século XVIII, através de Francisco de Melo Palheta. Estas primeiras mudas foram trazidas da Guiana Francesa. No século XIX, as plantações de café espalharam-se pelo interior de São Paulo e Rio de Janeiro. Os mercados nacionais e internacionais, principalmente Estados Unidos e Europa, aumentaram o consumo, favorecendo a exportação do produto brasileiro. Com a queda nas exportações de algodão, açúcar e cacau, os fazendeiros sentiram a grande oportunidade de obterem altos lucros com o “ouro negro”. Passaram a investir mais e ampliaram os cafezais. Na segunda metade do século XIX, o café tornou-se o principal produto de exportação brasileiro, sendo também muito consumido no mercado interno. Os fazendeiros, principalmente paulistas, fizeram fortuna com o comércio do produto. As mansões da Avenida Paulista refletiam bem este sucesso. Boa parte dos lucros do café foi investido na indústria, principalmente de São Paulo e Rio de Janeiro, favorecendo o desenvolvimento deste setor e a industrialização do Brasil. Muitos imigrantes europeus, principalmente italianos, chegaram para aumentar a mão-de-obra nos cafezais de São Paulo. Conseqüências do Ciclo do Café · A economia brasileira ficou muito dependente das exportações de café. Quando o preço do produto caia, o governo brasileiro comprava estoques e queimava para aumentar o preço (política de valorização do café). · Concentração do poder político e econômico na região Sudeste. · Aumento do desenvolvimento industrial e urbano no Sudeste. · Imigração européia para as lavouras de café e indústrias do Sudeste. · Construção de ferrovias para escoar a produção de café do interior de São Paulo para o porto de Santos. FONTE: http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/ciclo_cafe.htm

domingo, 21 de setembro de 2008

Questionário para professores

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

domingo, 14 de setembro de 2008

A Família Real no Brasil

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Direitos e Deveres das Crianças